Reportagem tendenciosa da TV Nativa em João Lisboa tira a responsabilidade da CAEMA sobre a água na cidade...


E no dia de ontem (4) foi veiculada uma reportagem na Tv Nativa que visivelmente se notou a tentativa de mudar o foco da problemática do abastecimento irregular de água pela dona CAEMA no município de João Lisboa (MA), cujo teor da matéria tentou colocar na conta da prefeitura a responsabilidade pela água na cidade.
 Eí-los os reais fatos, por etapas:
*Primeiro, a concessão pública para exploração e abastecimento da água em João Lisboa é via a estatal CAEMA, ou seja, os joaolisboenses pagam o talão de água e o dinheiro arrecado não cai nos cofres municipais, mas no do estado;

*Segundo, o prefeito Jairo Madeira ao longo desses dois mandatos, já com 7 anos completados agora no mês de dezembro, nunca deixou uma obra das muitas que já inaugurou pela metade ou mesmo abandonada como assim fizeram os seus antecessores, portanto a população local pode ficar tranquila que o poço será entregue em sua completa normalidade, o que houve e está acontecendo é mero atraso contratual, onde o que se pagou e o que se espera pelo que foi pago está em fase de questionamentos e conversações entre as partes envolvidas, que são a empresa ganhadora da Licitação para perfuração do poço e a prefeitura que foi a pagadora pela obra do poço, assim o prefeito Jairo Madeira garante a todos que está a par da situação e empenhado para resolver o quanto antes esse embrólio, mas que pede a compreensão de todos haja vista as amarras burocráticas que toda obra pública tem, e o poço em questão não é diferente e que a informação obtida pelo blog junto a prefeitura é que o poço foi perfurado com a previsão do projeto que era  de 350m, e foi ao total perfurado 414m de profundidade. E foi eito o teste de vazão pela empresa responsável que deu o previsto no contrato de 35.000 litros de água por hora. Por fim, o poço foi entregue à  Caema, via contrato de concessão, e nisso quando a Caema precisou, o poço não  deu a vazão esperada.  Após foi feito um estudo constatando a necessidade de se aprofundar mais 50 metros, e que a CAEMA se comprometeu para fazer a perfuração final.
E atualmente o poço hoje está  sobre a responsabilidade da Caema.
O projeto é  composto por poço, reservatório, e rede de distribuição, mas foi liberado pela FUNASA até agora o recurso para primeira etapa, que já foi cumprida. No entanto, a prefeitura está  no aguardo da liberação dos recursos das próximas etapas para a conclusão (o da Caixa D'água e da rede de distribuição).
A seguir eis, o contrato de concessão do poço para a CAEMA, que se comprometeu em perfurar os 50mts que precisam:

 


*Terceiro e último, é público e notório que o dono do sistema Nativa de comunicações é um pré-candidato a prefeito nas eleições do ano que vem na cidade de João Lisboa, ou seja, já colocou a sua Tv e Rádio de plantão para ir atrás de um buraco na rua, ou mesmo uma rachadura no piso de uma escola municipal, pois a ordem do mesmo é criar um clima de "insatisfação no eleitorado local, na idéia de aparecer como o salvador da pátria".
Coisa que o povo não acredita, em especial em quem já foi prefeito na cidade e levou a fama lembrada até hoje de perseguidor aos trabalhadores ambulantes no município, pois quando prefeito em João Lisboa o dono da Nativa "mandou um trator arrastar um quiosque do pai do prof Marcílio, muito conhecido no município, pelo centro numa clara demonstração de autoritarismo e intimidação a um simples e humilde trabalhador que ganhava o seu pão-de-cada-dia honestamente", pois bem esse é o que hoje aparece como o crítico de plantão, que desde o ano de 1990 a 1994 estava sumido da vida pública da cidade de João Lisboa. 

E que, recentemente, foi contrariado quando  numa entrevista no seu rádio e tv fez insinuações de possível dinheiro da Suzano ao município para a estrada do povoado Centro dos Carlos, onde a prefeitura postou em sua página na rede social do Facebook uma Nota Esclarecedora apresentando o ofício da empresa Suzano provando que nunca houve o tal DINHEIRO insinuado, mas somente a oferta de maquinários para reparos na estrada vicinal do povoado e assim foram feitos os serviços ainda em 2013 em parceria com a prefeitura que entrou com a piçarra e demais materiais utilizados na época, isso é fato comprovado pelo prefeito e não "Faker insinuado em entrevista do dono da Nativa querendo queimar uma gestão que tem mostrado trabalho e obras, muito diferente de quando o mesmo foi prefeito e não tinha traquejo político, pois comprometeu o desenvolvimento de João Lisboa quando se enveredou numa briga-política com a governadora de sua época, coisa que Jairo Madeira tem feito uma diplomacia institucional com todos os entes, seja estadual ou mesmo federal e a prova são as inúmeras obras que o município de João Lisboa já tem recebido durante seus dois mandatos atuais.
A redação do blog respeita uma OPOSIÇÃO PROPOSITIVA, que é salutar em uma democracia o que discordamos de meros sensacionalismo e tentativas de manipulação da verdade dos fatos.
Abaixo, o teor completo da Nota da Prefeitura sobre a parceria com a Suzano nos serviços da estrada vicinal do povoado de Centro dos Carlos no ano de 2013:
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Hospital Mun. de João Lisboa comemora recuperação de 3 servidoras com Coronavírus...

Ponte sobre o rio Pindaré, na divisa com João Lisboa e Amarante, é finalizada ante a parceria de fazendeiros locais e a gestão de Jairo Madeira...

Oposição em João Lisboa trocam acusações em grupo de watzap da cidade...