Mais de 8 milhões, repita-se, mais de 8 milhões esse é o montante das dívidas de precatórias pagas dos antecessores ao longo dos 6 anos da gestão de Jairo Madeira...

Não é inverdade, muito menos fictício mas mais de 8 milhões, repita-se mais de 8 milhões, esse é o montante das dívidas de precatórias dos antecessores pagas ao longo desses 6 anos da gestão de Jairo Madeira, dívidas essas que foram contraídas das mais diversas e que via ordem da justiça são cobradas mensalmente das contas da prefeitura joaolisboense...
Agora, imagine-se o quanto de escolas poderiam ser construídas, ou ruas asfaltadas, ou mesmo poços artesianos  teriam sidos perfurados na zona rural, levando água potável para os moradores desse lugares mais distantes da sede do município.
Enfim, certamente muitos benefícios poderiam ser feitos caso esse dinheiro todo não estivesse sendo descontado das contas do município. Em linhas gerais, citemos 2 milhões da época da gestão de Sálvio Dino a serem pagos para a Ótica Maia, e ainda dívidas também contraídas do tempo das famosas gincanas culturais e que até hoje são descontadas das contas da prefeitura.
Um outra grande dívida também que foi renegociada pela atual gestão, foram valores previdenciários que não foram repassados no tempo devido ao INSS na então gestão de Emiliano Menezes e que só agora, após renegociação, é que o município tem descontado dos seus repasses federais altas parcelas para quitar essa dívidas que foram contraídas antes de Jairo Madeira assumir seu mandato.
Contudo, apesar dessa triste informação, o prefeito Jairo Madeira tem conseguido ao longo desses quase 6 anos de mandato (contando com o primeiro e metade desse segundo mandato) manter religiosamente em dia o pagamento dos salários do funcionalismo municipal. E a receita é simples, "economizar para poder trabalhar", cortando inclusive gastos desnecessários. Para que só assim, mediante ajustes e arrocho fiscal as contas consigam fechar no azul ao fim de cada mês na pacata João Lisboa-MA.
Nesse sentido, na pontualidade da folha salarial, o prefeito Jairo tem feito sua marca principal de sua gestão, pois como ele costuma dizer "pode-se faltar um pouco aqui ou outro acolá", mas o que não posso faltar é meu compromisso de pagar em dia nossos servidores, afinal todo trabalhador é digno de seu salário, concluiu o prefeito Jairo Madeira.
E para finalizar, ao menos com uma boa notícia,  foi creditado nesta última quarta-feira, dia 19, em todas as contas dos servidores concursados o décimo terceiro salário, como mais uma prova da seriedade e comprometimento do então gestor, e isto apesar da crise que assola todo o país.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Hospital Mun. de João Lisboa comemora recuperação de 3 servidoras com Coronavírus...

Ponte sobre o rio Pindaré, na divisa com João Lisboa e Amarante, é finalizada ante a parceria de fazendeiros locais e a gestão de Jairo Madeira...

Oposição em João Lisboa trocam acusações em grupo de watzap da cidade...